Você está aqui: Página Inicial > Notícias da Ufac > Estudantes estrangeiros vêm à Ufac para programas de mestrado
conteúdo

Estudantes estrangeiros vêm à Ufac para programas de mestrado

por Ascom02 publicado 27/04/2016 15h31, última modificação 27/04/2016 15h31

Quatro estudantes estrangeiros acabam de chegar à Universidade Federal do Acre (Ufac). Selecionados pelo Programa de Alianças para a Educação e a Capacitação (Paec), da Organização dos Estados Americanos (OEA) e do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras, eles vêm à instituição para cursos de mestrado.

Essa foi a primeira vez que a Ufac aderiu ao programa, que apoia estudantes das Américas com oferta de bolsas acadêmicas para programas de pós-graduação em universidades brasileiras. No total, seis programas de mestrado da Ufac disponibilizaram vagas que foram disputadas por 120 estudantes de outros países. Ricardo Isaac Garcia Nunez e Jesus José Diez Canseco (Peru), Yoner Alexander Marin (Colômbia) e Jeyson Gary Miranda (Bolívia) foram o selecionados. Dois outros estudantes foram selecionados, mas por problemas pessoais abriram mão das vagas.

Formado em Biologia pela Universidade Distrital Francisco José de Caldas, Marin já conhecia o Brasil e chegou ao Acre animado. “Durante a graduação, tive a oportunidade de fazer intercâmbio na USP [Universidade de São Paulo] e me familiarizei com a língua portuguesa. Quando abriu o edital, escolhi a Ufac como minha primeira opção [o edital permite até três opções] pela localização na Amazônia”, disse o colombiano que deu início às conversas sobre os rumos da pesquisa, junto ao orientador no mestrado profissional em Ensino de Ciências e Matemática.

Da vizinha La Paz, o engenheiro agrônomo Miranda aproveitou a proximidade geográfica e garantiu a vaga no mestrado em Ciência, Inovação e Tecnologia para a Amazônia e já definiu o objeto de estudo. “Na Bolívia, eu já trabalhava com palmeiras tropicais. Aqui, vou dar continuidade às pesquisas, trabalhando com a preparação in vitro de mudas de açaí, que é uma palmeira tropical”, resumiu.

Para a reitora em exercício e assessora de Cooperação Interinstitucional, Guida Aquino, a tendência é que, passado o período de crise político-econômica, aumente o número de oferta de vagas, inclusive com a adesão de outros programas de pós-graduação da Ufac. “Inicialmente, seis mestrados aceitaram a adesão com o programa, mas a expectativa é que isso aumente no futuro. Estamos muito otimistas em relação à entrada desses quatro primeiros estudantes para o mestrado, pois, com essa adesão, marcamos o início da internacionalização da nossa pós-graduação”, destacou Guida.

“A interação desses estudantes com os demais permite mais que a troca de conhecimento e de experiência; sinaliza a oportunidade de abertura de espaço também nesses países de origem. Não temos dúvida que será uma experiência exitosa”, concluiu o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Josimar Batista.

Postado em: 27/4/2016

registrado em: ,